Thelma Tschope Nutricionista CRN 25654
Marque sua consulta

(11)3768-0123
(11)99100-9661

Diet ou Light

dietAlimentos Diet ou Light?

A nutricionista Paula Barbosa de Oliveira realizou uma pesquisa de mestrado na Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. Foram entrevistados 120 pacientes atendidos pelo SUS em Ribeirão Preto, com média de 63 anos de idade e diagnosticados há dez anos com diabetes do tipo 2. O estudo chegou a conclusão que os diabéticos do tipo 2 não tem o hábito de ler os rótulos dos produtos diet e light. Também desconhecem a necessidade de fazer rodízio dos adoçantes, procedimento este recomendado pela Organização Mundial da Saúde para evitar o acúmulo de uma única substância química no organismo. Outra conclusão é que a maioria não sabe a diferença entre produtos diet e light.

Muito bom este estudo, mas creio que a grande maioria das pessoas não tem o hábito de ler os rótulos e também não sabem a diferença entre diet e light. Vejo muito este comportamento em meu consultório. Pensando neste estudo resolvi esclarecer alguns pontos:

Nem todos os alimentos diet apresentam diminuição significativa na quantidade de calorias e, portanto, devem ser evitados pelas pessoas que querem emagrecer. Um exemplo clássico é o chocolate diet que apresenta teor calórico próximo do chocolate normal. O chocolate diet é indicado para as pessoas diabéticas, pois, é isento (restrito) em açúcar (carboidrato), mas, não para as que desejam reduzir de peso, já que no chocolate diet há uma maior adição de gordura o que faz com que o seu valor calórico se aproxime do chocolate normal.

Alimento Diet

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o termo diet pode ser usado em dois tipos de alimentos:
1. Nos alimentos para dietas com restrição de nutrientes (carboidratos, gorduras, proteínas, sódio);
2. Nos alimentos para dietas com ingestão controlada de alimentos (para controle de peso ou de açúcares).

Mas, o que quer dizer ingestão controlada ou restrição de nutrientes?
Os alimentos para dietas controladas não podem ter a adição de um determinado nutriente. Assim, alimentos para ingestão controlada de açúcar não pode haver inclusão desse nutriente sendo permitida a existência do açúcar natural do alimento como, por exemplo, a geléia diet que tem como açúcar natural a frutose.
Os alimentos restritos em carboidratos (pão, chocolate, bala diet) ou gorduras (iogurte desnatado 0% de gordura) podem conter, no máximo, a adição de 0,5 gramas do nutriente por 100 gramas ou 100 ml do produto. Já, os alimentos restritos em proteínas devem ser isentos desse nutriente. Como, a quantidade permitida nos alimentos com restrição de carboidratos e gorduras é muito pequena, é comum a definição de alimento diet sendo o produto isento de um nutriente específico.

Alimento Light
A definição de alimento light deve ser empregada nos produtos que apresentem redução mínima de 25% em determinado nutriente ou calorias comparadas com o alimento convencional. Para que ocorra a redução de calorias é necessário que haja a diminuição no teor de algum nutriente energético (carboidrato, gordura e proteína). Assim, a redução de um nutriente não energético, por exemplo, sódio (sal light) não interfere na quantidade de calorias do alimento.
Diferença Diet x Light

Diet

Light

  • Precisa ser isento de nutriente
  • Diminuição mínima de 25% de nutrientes ou calorias em relação ao alimento convencional
  • O alimento diet é indicado para pessoas que apresentem algum tipo de doença (diabetes, colesterol elevado, celíacos, fenilcetonúricos)
  • O alimento light não é, necessariamente, indicado para pessoas que apresentem algum tipo de doença (diabetes, colesterol elevado, celíacos, fenilcetonúricos)

Se, o alimento light apresentar eliminação do nutriente, por exemplo, açúcar (refrigerante light), poderá ser consumido pelos diabéticos.

A quantidade do alimento consumido não deve ser aumentada por se tratar de um alimento que apresenta baixas calorias. É um erro ingerir o dobro do habitual por ser um alimento diet ou light, pois, dificilmente, há a redução de 50% das calorias nesses alimentos.

Para evitar confusão é importante ler os rótulos dos produtos light e diet e compará-los com o alimento convencional, verificar se eles atendem as suas necessidades. Fique sempre atento na hora da compra pois, como esses alimentos são mais caros do que os convencionais, você poderá estar gastando mais por um alimento que não precisa ser substituído.

Escrever uma resposta ou comentário

Subscribe!

Vá para o Topo