6 DICAS PARA COMEÇAR A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

6 DICAS PARA COMEÇAR A REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

Gostou? Compartilhe

A melhor maneira de emagrecer sem correr o risco de engordar novamente é fazer uma reeducação alimentar para poder comer de tudo, mas na medida certa, sem ter que recorrer a remédios para emagrecer ou cirurgia, alcançando resultados definitivos.

DIETAS RESTRITIVAS FUNCIONAM?

As dietas restritivas podem sim ajudar numa redução de peso, mas são insustentáveis em longo prazo por isso pode se tornar difícil manter.  Geralmente a dieta restritiva fica monótona, por isso torna-se difícil de ser seguida num longo prazo.
As dietas restritivas, podem ser feitas, porém deve ser usada como estratégia, por um curto período. A dieta ou estratégia (protocolo) como gosto de chamar tem começo meio e fim e pode ajudar quem está em um tratamento médico e que precise perder peso rapidamente.

Dependendo da estratégia ou protocolo utilizado é importante que seja feita com o acompanhamento profissional, pois pode haver deficiências nutricionais na alimentação.
O ideal é fazer a reeducação alimentar, onde consiga, além de mudar o corpo, mudar a cabeça, que é o mais importante para evitar transtornos alimentares.

Estudo feito pela Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, teve como resultado que existe a necessidade de reflexão acerca da valorização do ideal de beleza veiculado pela mídia e sua influência nas práticas alimentares, que pode levar à instalação de transtornos do comportamento alimentar.
o resultado da pesquisa teve discursos que mostram história e/ou sensação de sobrepeso/obesidade, insatisfação corporal, prática de dietas que nem sempre foram supervisionadas por profissionais e medo mórbido de engordar.

Por isso a reeducação alimentar acompanhado de estratégias alimentares especificas com orientação, é a melhor receita para emagrecer com saúde e para sempre.
Se você tem dúvidas de como começar uma reeducação alimentar, está postagem vai te ajudar. Vou passar 6 dicas para te ajudar.

O QUE QUER DIZER REEDUCAÇÃO ALIMENTAR?

Reeducação alimentar é reaprender novos hábitos alimentares, e isso pode ser ainda mais difícil do que aprender em alguns casos.
A maioria das pessoas, tem dificuldade de melhorar a qualidade da alimentação, pois, hábitos adquiridos ao longo dos anos não são fáceis de serem mudados.
O objetivo da reeducação alimentar é evitar muitas restrições, mas o consumo deve ser de forma moderada e consciente. Coma todos os tipos de alimentos.

COMO COMEÇAR

Comece o processo fazendo uma reformulação do seu cardápio diário. É importante não confundir dieta com a reeducação alimentar, pois são coisas diferentes. Repense os alimentos que você consome e que podem atrapalhar o seu emagrecimento, faça algumas trocas se for necessário.
Dietas, como a low carb, jejum intermitente, que são dietas mais restritivos, devem ser usadas como estratégia, a reeducação alimentar é uma boa opção para quem quer alcançar um peso saudável sem muita dificuldade e principalmente sem causar muita mudança na rotina.

DICAS PARA TE AJUDAR NA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR

  1. Não se esqueça do café da manhã!
    Para controlar seu apetite durante o dia e ter mais disposição é fundamental tomar café da manhã. Você pode buscar fonte de carboidratos nas frutas ou no suco natural de frutas frescas, como fonte de proteína pode comer ovo, queijos, iogurte, leite e o abacate que queridinho de alguns pacientes por ser riquíssimo em boas gorduras.
  2. Não menospreze o almoço, ele é o pilar central das refeições.
    Evite fazer um lanche correndo e em de pé. Mesmo que esteja com pressa não dispense colocar em seu prato cores e texturas diferentes, pois, quanto maior for a quantidade de cores e texturas no prato, maior será a variedade de nutrientes. Dividir o prato em quatro partes, 1/4 pode colocar vegetais folhosos, 1/4 legumes crus e cozidos, na outra metade coloque uma proteína, que pode ser ou não de origem animal, e carboidratos. Os ovos também podem entrar como uma excelente fonte proteica.
  3. Nunca corte por completo os carboidratos da sua dieta
    Hoje existe muita discussão sobre essa categoria de alimentos, tem gente que tem até medo de consumir. Porém, ela é uma fonte interessante de energia e você pode sim consumir dupla dinâmica arroz e feijão, que é a alimentação básica da maioria dos brasileiros. O feijão também é fonte de proteína de origem vegetal. Em relação ao carboidrato a recomendação e ficar de olho com a quantidade e o tipo de carboidrato, prefira sempre os integrais e com a ajuda profissional, você pode reduzir a quantidade, de acordo com suas necessidades.A quarta dica é polemica é já foi regra, mas hoje com muitos estudos relacionados sabemos que comer de três em três horas é importante, mas não é regra.
  4. Comer de 3 em 3 horas evita grandes picos de fome, mas é importante ressaltar que depende do seu perfil.
    Você não é obrigatório lanchar diversas vezes por dia, se não tiver fome, por isso, essa recomendação deve ser individualizada.
    As refeições intermediárias são recomendadas, mas devem ser feitas se você realmente tem fome. Se você não tem fome em determinado horário, não precisa se obrigar a comer.
    Um bom parâmetro para o lanche da manhã Por exemplo, é o seguinte, se você chega no almoço com muita fome e exagera, fazer o lanche da manhã pode ser uma boa saída para evitar exageros no almoço,  mas de qualquer forma, se o seu objetivo é emagrecer o balanço energético deve ser sempre negativo, consumir menos energia e gastar mais.
  5. Diminua a quantidade de alimentos no Jantar
    Você pode até repetir a mesma refeição do almoço, mas diminua as quantidades em relação ao seu almoço e, sempre que possível prefira carne branca ou ovo.
    Esta recomendação é porque à noite não gastamos muita energia. Então, comer muito pode provocar desconforto na hora de deitar e fazer com que você tenha uma notite de sono ruim.
  6. Tenha uma boa noite de sono
    Sei que tem muita gente nem imagina que uma boa noite de sono é tão importante quanto praticar esportes
    Para uma alimentação adequada e praticar atividade física é regra, mas uma boa noite de sono também é muito importante e você deve levar isso em consideração, pois, estudos científicos comprovaram que a privação do sono desregula hormônios que levam as pessoas a comer mais.
    Além do que irregularidades no sono surtem efeito negativo no sistema metabólico e reduzem consideravelmente a sua disposição diária para atividade do dia a dia e inclusive fazer exercícios.
    A recomendação é que tenha pelo menos 8 horas diárias de sono.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário eu vou adorar saber o que achou.

Gostou? Compartilhe

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Abrir conversa
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos ajudar?