COMO EMAGRECER RÁPIDO, SEM MISTÉRIO!

COMO EMAGRECER RÁPIDO, SEM MISTÉRIO!

Gostou? Compartilhe

Quem está acima do peso e quer emagrecer rápido fica logo imaginando em fazer algo mirabolante. Emagrecer rápido não é tarefa fácil, principalmente se quer emagrecer e não voltar a engordar.
Sei que não é fácil porque requer disciplina, compromisso e nem sempre isto é colocado em prática. É comum com a empolgação comprar alimentos que se perdem na geladeira e pagar academia e ir só algumas vezes.
Você se identifica?

Ponto de equilíbrio

Em primeiro lugar para emagrecer rápido a ingestão calórica deve ser menor que seu gasto energético e para que esta conta feche e preciso comer menos ou aumentar a atividade física. Porém o grande segredo do emagrecimento rápido e saudável não é simplesmente diminuir a ingestão de alimentos drasticamente e nem se matar de tanto fazer exercícios.

O emagrecimento rápido pode ocorrer de maneira tranquila e satisfatória se fizer substituições de comidas calóricas que já estão enraizadas no dia a dia, como pão branco, macarrão, sucos  industrializados, refrigerantes, biscoitos e alimentos açucarados entre outros, por alimentos mais nutritivos com mais fibras e menos calóricos.

Então qual a melhor maneira de emagrecer?

Antes de mais nada é importante ressaltar que, se tem muita dificuldade de emagrecer mesmo tendo feito o básico que é comer menos e exercícios. Uma boa dica é procurar um profissional Nutricionista ou um médico que possa te orientar qual a melhor estratégia e fazer exames necessários para descartar possíveis patologias como problema na tireoide ou alterações metabólicas.

O vídeo abaixo vai te ajudar a entender alguns motivos que podem estar dificultando o seu emagrecimento.

Trace uma estratégia

Independente da dieta que vai fazer o mais importante são as mudanças no estilo de vida e na relação com a comida que você irá desenvolver. É isso que ensino no meu método de emagrecimento individual 30 DIAS VOCÊ + LEVE.

Algumas dicas para começar emagrecer já!

1- Ande mais

Se vai trabalhar de ônibus, desça um ponto antes, se for de carro estacione pelo menos um quarteirão longe do trabalho. Suba escadas em vez de elevador.  Sempre que falar ao celular, caminhe. Vá a padaria a pé. Faça os trajetos que faz à pé no dia a dia como se estivesse atrasada para um compromisso importante, assim vai potencializar o consumo de calorias, mesmo em percursos pequenos.

2- Organize melhor seu tempo

Sabia que o nosso cérebro precisa de, no mínimo, 15 minutos para entender que estamos nos alimentando e começar a liberar os hormônios que garantem saciedade? Por isso é importante reservar um tempo para as refeições. Marque um horário para uma atividade física, mesmo que seja só 30 minutos de caminhada. Comece 3 vezes por semana por 30 dias depois aumente os dias e depois o tempo de exercício.

3- Diminua o açúcar

Ele tem calorias vazias, isto quer dizer, não oferece nenhum nutriente e tem 4 calorias em 1 grama. Resultado, vai engordar sem nutrir seu corpo e além disso, assim que é consumido, faz o organismo produzir muita insulina. A insulina é um hormônio que favorece o estoque de gordura e estimula o apetite. Se não consegue ficar sem um docinho, deixe-o para a sobremesa. Por causa da refeição absorção do açúcar fica mais lenta, evitando picos de insulina no organismo, mas atenção evite sempre que possível, prefira frutas. DOCES SEM AÇÚCAR também é uma boa sugestão.

4- Aprenda a escolher os alimentos

Não deixe de comer carboidrato, pois, o nosso organismo tem predileção por carboidratos porque eles são transformados em energia de forma mais fácil. Porém, não é para sair atacando pizzas, pães e massas. Dê prioridade aos carboidratos de baixo índice glicêmico, que estão presente nas frutas, legumes e verduras. Estes alimentos aumentam saciedade e evitam que haja um pico de glicemia no sangue.

Tem uma regrinha fácil de seguir para as escolhas: quanto mais preparado, mais alto o índice glicêmico de um alimento. Por exemplo a cenoura crua tem menos chances de promover um pico de glicemia do que a cenoura cozida. Alimentos industrializados normalmente devem ser evitados, escolha alimentos que estragam rápido, pois, com certeza são mais naturais.

5- Consuma alimentos que são fontes de ômega-3

Boas boas fontes são salmão, atum, sardinha e linhaça. Começar uma mudança alimentar pode causar ansiedade por resultados. O ácido graxo ajuda a reduzir a ansiedade. É que sob tensão(1), o organismo produz uma quantidade maior de cortisona(2), hormônio que, em excesso, diminui a energia das células e deixa o organismo com mais fome, especialmente por alimentos calóricos como pães, massas e doces. O ômega-3 ajuda a desinflamar as células e eleva os níveis de serotonina, controlando o apetite.

Quero saber sua opinião sobre o post! Deixe seu comentário.

Gostou? Compartilhe

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Thelma Tschope Nutricionista CRN 25654
Eu atendo em consultório em São Paulo, SP. Você quer agendar uma consulta comigo? Preencha os seus dados abaixo e entraremos em contato o quanto antes. coloca local para cadastro
Enviar