Thelma Tschope Nutricionista CRN 25654
Marque sua consulta

(11)3768-0123
(11)99100-9661

Evden eve nakliyat platformu istanbul izmir van ve civarinda nakliye firmalari icin dogru yerdesiniz. Firmalarin listesi icin lutfen ziyaret ediniz. van nakliyat firmalari evden eve nakliye

Estresse e ansiedade podem engordar

Há dias em que o mundo parece que vai desabar na nossa cabeça. Então, precisamos comer um chocolate, como se o nervoso fosse passar com o doce. Mas cuidado! Segundo uma pesquisa da Austrália, as mulheres estão engordando por causa do estresse. Anete Hannud Abdo, endocrinologista do Programa de Atendimento ao Obeso, do Hospital das Clínicas de São Paulo, afirma que o estressado pode engordar mesmo de boca fechada.

“A tensão contínua faz o organismo liberar mais adrenalina e cortisona, dois hormônios responsáveis pela obesidade”, diz. Em alguns casos, a médica recomenda buscar ajuda psicológica para mudar essa situação.

Por que comemos mais quando estamos tensas?
O estresse faz com que o cérebro receba uma mensagem de ameaça. Por isso, aumenta a produção dos hormônios adrenalina e cortisona, que diminuem a queima de calorias. O cortisol desregula o controle de apetite e acelera a multiplicação das células de gordura! Quando a ameaça acaba, nosso corpo pede uma “recompensa”. Aí, pra piorar, entra em cena o chocolate, o sorvete…

O estresse engorda você?
3 estratégias para vencer o estresse que engorda

1. Coma devagar e mastigue bem a comida antes de engolir. A pressa pode até transformar seu estresse em gastrite. Olha o perigo!

2. Se você acha que não está dando conta da pressão e desconta na comida, procure apoio psicológico. “Terapia e até antidepressivos moderados podem ajudar”, diz Anete.

3. Faça atividades diferentes. Troque a TV e as guloseimas por uma caminhada.

Sinais de alerta
Segundo especialistas do Instituto de Endocrinologia e Diabetes do Rio de Janeiro, os sintomas abaixo são característicos da obesidade provocada por estresse:

– Gordura mais concentrada na região do abdome, coxas e braços.
– Depressão.
– Fome compulsiva à noite.
– Aumento de peso resultante de algum trauma, como separação, morte de parente próximo, desemprego.

Fonte: M de Mulher

Poderá gostar:

Remédio bom e docinho!

Esqueça por um instante os manuais complicados de nutrição

Discussão:

4 comentários
  • LUIZ disse:

    realmente; tudo tem á ver com o povo brasleiro….qual brasileiro que não vive estressado com a corja de parlamentares corruptos e ladrões, trabalhando e legislando só em causa própria, pondo de lado os interesses do povo e da nação…e com que ansiedade vive o povo tentando driblar essa inflação galopante com o mísero salário que recebe…olha só o salário mínimo…enquanto eles na calada da noite aumentam seus vencimentos em 61%; ficam discutindo as vezes por um mes para aumentarem o salário mínimo em menos de 7%…não são razões suficientes para na maioria dos casos da obesidade? porisso tenho aversão à políticos – abraços –

  • Paulo Rosas Moreira disse:

    Mais um belo trabalho de informação. Parabéns Thelma.

  • Ana Paula Matheus disse:

    Thelma, adorei esta matéria! Na minha opinião, esta sempre foi a explicação, no meu caso, mas ainda não tinha encontrado algo científico.
    Adorei a outra matéria sobre as noites mal-dormidas que resultam em ganho de peso também!
    Seria muito simples resumir ganho de peso somente à má alimentação porque são muitos os fatores que inteferem no bom funcionamento do organismo.
    Muito bom!!!

  • Euriodes disse:

    Adorei sua matéria. Adotarei algumas sugestões sua.
    Abraços

Escrever uma resposta ou comentário

Subscribe!

Vá para o Topo