Thelma Tschope Nutricionista CRN 25654
Marque sua consulta

(11)3768-0123
(11)99100-9661

Gestante, um “estado de graça”

Fotos: Fernanda Sá

Gravidez, para muitas tão esperada, para outras, ops! Um susto! De uma maneira ou de outra é um “estado de graça”. Passado o susto para algumas é hora de planejar, cuidar da saúde, ficar ansiosa até que saber qual o sexo do bebê e depois até o nascimento.

Eu tive três filhos, todos muito perto um do outro. Dos dois primeiro, um menino e uma menina, 1 ano e 6 meses de diferença, já imaginou a luta? Era comum as pessoas perguntarem se eram gêmeos. Da segunda para o terceiro dei um tempinho …ahahah….. 2 anos e 4 meses. Não preciso nem dizer que foi uma trabalheira só, mas hoje vejo que foi a melhor coisa, pois, o trabalho do período da infância foi todo de uma vez.

Nossa! Isto me fez recordar tantas coisas boas! E também refletir que o tempo passou e o meu filho mais velho já vai fazer 30 anos! Reflexões a parte vamos ao que interessa.
Quero falar um pouco de gravidez a pedido de uma leitora querida, a Vilma que vai ser vovó, e creio que também deve estar em “estado de graça”. Ainda chego lá! Eheheh…

A gravidez é um momento super especial para a mulher. Nesse momento ela deixa de ser apenas uma pessoa e passa também a ser responsável por uma nova vida. Por isso, uma boa nutrição é mais importante do que nunca! A primeira coisa que se deve entender é que aquela velha estória de que “você terá que comer por dois” não é verdade. Mas sim irá ingerir alimentos com capacidade de nutrir dois! O ganho adequado é de 9 a 11 Kg, isso se a gestante estava dentro da faixa de normalidade do peso antes da gestação. Segue abaixo algumas dicas importantes para este período tão especial.

Alimentação da gestante

Primeiro trimestre: invista em ferro e ácido fólico

Nesse período, as transformações no corpo da gestante ainda não são muito perceptíveis, mas a presença do HCG (hormônio gonadotrofina coriônica humana) no sangue indica que muitas alterações internas estão acontecendo. E, como não poderia deixar de ser, é importante se preparar para todas elas.

Ao fim da 12ª semana, a frequência cardíaca e o volume do sangue estarão entre 10 e 15% mais altos. A expansão sanguínea exige uma dieta com mais líquidos, ferro e ácido fólico. Já a necessidade de proteína aumenta por causa do crescimento dos seios e do útero.

Onde encontrar ácido fólico: nas folhas verde-escuras (espinafre, escarola, couve, brócolis), nas leguminosas, nas castanhas e nas frutas cítricas. Em muitos casos, são recomendados suplementos vitamínicos para suprir a necessidade recomendada de 400 mcg diários. Atenção: o cozimento pelo micro-ondas é o que mais destrói o ácido fólico, que também é eliminado quando a comida é preparada em altas temperaturas ou com grande quantidade de água. “O ideal é prepará-las no vapor”.

Outras recomendações;

  • Caso tenha náuseas e enjôos (comuns no primeiro trimestre gestacional) procure tentar se alimentar de 5 a 6 refeições pequenas durante o dia, evitando grandes volumes de alimentos ou líquidos. Evite deitar-se ou sentar-se muito inclinada logo depois de comer para ão ter refluxos. Mastigue bem devagar os alimentos, sem pressa, em locais e horários mais tranquilos para uma boa digestão;
  • Uma boa dica para a azia matinal é consumir 2-3 bolachas de água antes de levantar-se da cama e aguardar o café da manhã para depois de se sentir melhor. Consuma Chá de gengibre ou alimentos que contenham o mesmo;
  • Evitar excesso de sal e alimentos salgados para não ter um aumento de pressão arterial e retenção hídrica (especialmente se a mãe já era hipertensa antes da gravidez);
  • Procure se abster de álcool, cigarro ou drogas, pois são substâncias danosas ao organismo da mãe e do feto, o sangue recebe todos os nutrientes e atravessa a placenta, atingindo o sistema circulatório do feto;
  • Tente consumir diariamente frutas, verduras, legumes e cereais integrais para garantir um bom aporte de fibras que mantém um trânsito intestinal adequado (é comum a mãe sofrer de prisão de ventre na gestação) e garantir as vitaminas e minerais que a gestante e a criança necessitam;

Além destas dicas é muito importante que a gestante não deixe de agendar sua consulta com um Nutricionista. Esse profissional irá acompanhar a curva de crescimento do seu bebê e irá orientá-la em relação a alimentação específica para cada mês da gestação. Além disso, você será orientada em relação à amamentação.

Poderá gostar:

Comer devagar, boa maneira de ingerir menos calorias!

Reeducação Alimentar

Discussão:

4 comentários
  • Angélica disse:

    Ola querida !!!
    Tudo bem ??? Adorei o post sobre gestantes, a minha cunhada soube que esta gravida ontem, ja imprimi e vou levar p/ ela.
    Bjoss

  • Tatiana Martis Acanfora disse:

    Olá Thelma,

    Sou filha da Vilma e estou grávida. Adorei seu site e principalmente a materia sobre gestantes.

    Um beijo,
    Tatiana

  • Paulo Rosas Moreira disse:

    Thelma ! Grato pela colaboração.Estou copiando e
    mandando para meu filho e minha nora tomarem conhecimento,já que conhecimento não ocupa lugar.
    Sabe, o que você nos relata sôbre filhos, também
    aconteceu comigo e não imagina o susto que tomei
    quando o médico, através de radiografia na época,
    informou-nos a gravidez gemelar de duas meninas,
    as quais, este ano, completarão 40 anos.
    Três anos e 6meses depois nasceu o primeiro menino,e 11 meses após esse, nasceu mais um menino, o caçula que já chegou aos 35 anos.

    • Thelma Tschope disse:

      Olá! Paulo
      Espero que sua nora aproveite as informações.
      Você foi rápido para fazer filhos em!? Eles dão trabalho, mas são a nossa alegria não é mesmo?
      Grande abraço!
      Thelma

Escrever uma resposta ou comentário

Subscribe!

Vá para o Topo